Noiva elegante

Uma das perguntas mais comuns quando a noiva vê seu bouquet pela primeira vez é “como eu seguro isso?”

É uma questão super pertinente, também. Porque não é difícil parecer deselegante quando se está nervosa, ansiosa, com um vestido novo, salto alto, maquiagem, véu, braço dado com o pai e centenas de olhares voltados à sua figura. Ainda por cima tem que carregar flores com classe… Haja coração e concentração!

Mas com algumas regrinhas básicas, você tira de letra. Eu insisto na prova do bouquet por isso: as dúvidas são tiradas lá, bem antes da sua entrada triunfal.

Usei imagens de modelos em vestidos Cymbeline para ilustrar, de maneira geométrica mesmo, a posição exata e mais bonita de levar 3 tipos de bouquet.

Começamos com o redondo tradicional.


Na imagem acima, vemos uma noiva com um vestido com rendas, e caimento leve, em A, sem muitos detalhes e volumes na saia, perfeito para um belo bouquet redondo.

Coloquei a bolinha vermelha na posição onde o bouquet deve ficar: o pulso da noiva deve encostar no seu ossinho da bacia, abaixo da cintura. E com a mão nessa posição, o bouquet aparece mais ao lado da noiva, e não no centro – como muitas usam – e muito menos acima do umbigo, cobrindo todo o top do vestido.
Imagine uma foto sua tirada bem de frente, e o quanto seria triste não ver seu belo modelo porque o bouquet ficou em pé, bem no seu centro?

Abaixo, um modelo em cascata.

Bouquets em cascata são mais complexos por serem maiores e volumosos. Pedem a companhia de um vestido mais simples, saia lisa. Claro que há exceções para princesas, que entram em imensas catedrais, com vestidos enormes e bouquets de flor de laranjeira em cascata :)

Esse estilo de bouquet pede uma posição mais relaxada, um pouco abaixo dessa linha da bacia, que mencionei acima. E ele pode ficar um pouco mais centralizado no corpo, sim. As flores vão ornar o vestido em composição.

O bouquet de braçada é perfeito para as saias cheias, com babados, tules, recortes, pois equilibra a fugura.

A posição ideal para segurá-lo é mais caído na lateral, cruzando a cintura, de forma descendente como a figura triangular acima. Parte dele fica apoiada em seu antebraço, e a mão dá um leve apoio mais para a ponta dos caules. Algumas flores podem “sair” da linha do braço. É quase como segurar um bebê, a posição da cabeça dele é a mesma das flores. O corpinho são os caules.

Outro detalhe importante é a noiva vista de lado. Lembre-se: você não é uma chaleira.

Suas “asinhas” devem estar relaxadas, mais fechadas, exatamente como a modelo na foto abaixo, à esquerda. Ao lado, fiz em roxo um desenho do que é muito comum ver: o cotovelo lá atrás, e uma mega abertura triangular do braço, principalmente nas que seguram bouquets redondos.

Postura é tudo, e nas fotos você vai perceber a diferença que faz na sua imagem! Por isso, relaxe os ombros, abaixe o cotovelo (bem hidratado, rs!) e segure as flores como se fizesse isso todo dia!

E cuidado com o peso de seu bouquet! Se te incomodar, reclame. Você tem que estar linda e leve no seu dia!

0 comentários